EN

Ilha de São Miguel - Lugares com alma

6 Outubro 2021

A ilha é o umbigo do mar. Esta ínsula banhada pelas ondas faz com que as pessoas mergulhem mais dentro de si, vivam mais a sua realidade interior, embora sonhem com pontes de liberdade. Quanto mais pequena a ilha, mais se agigantam os sentimentos e a alma das coisas. É na sua ausência que lhe damos o devido valor, parafraseando Daniel de Sá “Sair da ilha é a pior maneira de ficar nela!”. 
Abaixo partilho alguns lugares a não perder.

Lagoa das Sete Cidades 
Localizado a Noroeste da Ilha de S. Miguel, no concelho de Ponta Delgada, o complexo vulcânico das Sete Cidades foi nomeado uma das sete maravilhas de Portugal. Local que inspira lendas e pauta romances, a Lagoa das Sete Cidades é formada na cratera de um vulcão, que tem duas cores distintas: azul e verde. A paisagem é de uma beleza extrema e indescritível. Uma vez vista, jamais esquecida, constituindo-se como um local perfeito para a meditação e para a busca da paz interior.

Praia dos Mosteiros
No extremo ocidental da ilha, é precisamente na praia dos Mosteiros temos uma vista privilegiada sobre os quatro rochedos, que são a marca desta localidade. Uma praia de cor basáltica que é amada quer por moradores quer por visitantes é destino de duas ribeiras que deslizam das cumeeiras. Contudo, será ao pôr-do-sol que se calam as vozes e o silêncio impera sob os risos e a descontração dos veraneantes para dar prioridade à contemplação do céu envolvido por diversas cores e, entretanto, a praia começa a despovoar-se, dando lugar a uma harmonia constante.  Harmonia esta que nos invade e nos acolhe. 

Lagoa do Congro
Há espaços na ilha que se guardam dos olhares comuns e se reservam àqueles que os contemplam com os olhos da alma. Um deles é o da Lagoa do Congro que com a sua natureza única nos toma e nos força a apreciá-la. Toda a sua envolvência deixa-nos fascinados. O ar, os sons, a luz, os cheiros, as cores, os silêncios fazem-nos levitar. Somos marcados por um lugar muito especial, que nos prende e se custa a largar pela pausa e pela paz que nos transmite. 

Parque Terra Nostra
Imerso de misticismo, é obrigatório passar um dia no Parque Terra Nostra para se sentir a envolvência e a sedução do lugar. Mirar a perfeição da natureza a partir dos seus miradouros, ouvir os sinos da freguesia, o respirar dos pássaros, percorrer os jardins, perder-se nos caminhos e ainda mergulhar nas águas férreas para um relaxamento completo. É preciso penetrar no silêncio dos lugares para entender a sua imensidão.

Praia da Ribeira Quente
A caminho sentimos o cheiro a maresia que denuncia a presença de águas cálidas e tépidas devido às suas nascentes hidrotermais submarinas, deparando-nos, ao longo do acesso, com cascatas e árvores que nos abraçam até à sua chegada. Na praia da Ribeira Quente de areia escura, deixemo-nos embalar no subtil marulhar.  As pessoas amanhecem no mar, é lá que encontram a sua felicidade, pois recusam outra realidade. 

Cascata Salto do Prego
A Cascata Salto do Prego é um recanto escondido na pitoresca freguesia do Faial da Terra com tanto para nos oferecer. Percorre-se uma pequena trilha, deparando com várias casas ao longo do caminho. As casas têm história, têm alma, que quase que nos falam, que contam vivências, que arrumam segredos até a sua demolição ou ruina. À sua chegada, é obrigatório parar, saudar, sentir e apreciar a singularidade deste lugar.